Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Relato da Experiência de nossa Estudante Íris Viana no Canadá

Bem... Como posso começar a contar sobre a minha troca de experiências aqui no Canadá? Em minha opinião, só há uma palavra que pode descrever tudo: "maravilhoso", porém tive um choque cultural, não era apenas o idioma, porque quando eu cheguei no Canadá eu já podia me comunicar em inglês. 
Um dos momentos ruins foi quando eu me perdi aqui, a minha sorte foi que eu pedi informações. Eu não gosto nem de me lembrar, foi um dia terrível.
Não gostei da comida canadense. Eu nunca poderia imaginar que eu perderia 10 quilos em apenas 2 meses e meio. Eles comem sopa de cebola e pensam que os brasileiros são uma espécie de loucos porque colocam ketchup na pizza. 
São duas culturas diferentes, mas é claro estou aprendendo coisas incríveis com eles. São pessoas maravilhosas e educadas e ajudaram a me tornar uma pessoa independente. 
Eu moro em Newfoundland, no Canadá. É uma província canadense incrível e bonita. Eu sempre saio com a minha família anfitriã aos pontos turísticos: museu, rocky…

Agradecimento por tudo que tem feito e por tudo que vai fazer em minha vida..

11 anos andando sobre rodas...é um bom tempo de vida...vida que passa, vida que continua, vida que segue...olhar para trás com o intuito de refletir e aprender, deixando o passado lá, quietinho no seu canto, afinal, ele já fez o papel dele...como diria Sartre: "Não importa o que fizeram com você, o importante é o que você faz daquilo que fizeram com você"... acredito nas palavras do Apóstolo Paulo quando ele diz em Fp 3.13: Quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo.

Eu poderia falar aqui sobre o acidente de mergulho que fez literalmente meu pescoço quebrar comprimindo a medula na altura da sétima vértebra cervical ...poderia falar dos milhares de medicamentos, dos meses internado, das milhares sondas de alívio, das dores neuropáticas, da retenção de temperatura do verão e inverno, da falta de equilíbrio, da dificuldade de locomoção, dos …

Essa época do ano é o período em que mais aumentam os casos de TETRAPLEGIA por causa das quedas.

                 Elas correspondem à quarta causa de lesão medular no mundo, porém, no verão, sobem para a segunda posição. E entende-se por quedas os famosos MERGULHOS em piscinas, rios, lagos, açudes e mar.Para a galera que gosta de mergulhar, vai aí um recadinho: PREVENIR É A ÚNICA MANEIRA DE VOCÊ NÃO FAZER PARTE DESSA ESTATÍSTICA. Deixe os mergulhos, por mais simples que pareçam, para os atletas dos saltos ornamentais. Eles treinam o ano inteiro para isso.Você, antes de pular na água, tenha em mente o seguinte: Na piscina, em vez de pular de cabeça, desça pelos degraus, é muito mais seguro. No mar, não mergulhe de cabeça, bancos de areia nem sempre são vistos por cima das ondas. Nos rios, lagos e açudes, nunca pule de cabeça, as pedras geralmente ficam submersas aos olhos humanos...Parece bobagem né? mas vai por mim, um simples gesto pode mudar completamente a sua vida, e pode mudar para sempre...Seja consciente e cuide-se, alguns acidentes ainda podem ser evitados. por:Leandro Cus…

As lições da vida não são fáceis, mas temos Deus, que faz tudo tornar possível.

As vezes os ventos são fortes e acabam "quebrando" tudo dentro de nós, abala a nossa confiança, força e fé.
É quando Deus chega e "cola os pedaços" e enquanto isso, nos diz: "Filho, estou aqui, vou reconstruir o que se perdeu, confie em mim."
É quando nos enchemos de Deus e seguimos, pois não somos fortes, sim o Deus que habita em nós. É Ele quem refaz, renova, restaura e nos faz recomeçar para vencer.

INTERCAMBISTA RELATA SUA EXPERIÊNCIA NO CANADÁ

A Escola de Referência em Ensino Médio Regina Pacis conta com 02 estudantes fazendo intercâmbio no Canadá, pelo Programa Ganhe o Mundo. Dessas, a estudanteBRUNA ALVES DA SILVAenviou um depoimento falando um pouco de sua experiência em outro país.
___________________________________

Realizar o sonho do intercâmbio foi incrível. Ir sozinha para um país que fala outra língua e tem outros costumes, não é fácil, principalmente quando se tem apenas 15 anos, mas até agora está dando tudo certo. Talvez por eu ter conseguido esse intercâmbio, eu estou mais feliz. Saber que você conquistou um sonho com seu esforço e não com o dinheiro dos pais, é uma coisa que eu nem consigo descrever. 
As pessoas são extremamente educadas, sempre estão ali para te dar uma forcinha. Não zombam se você fala uma palavra errada, tentam concertar seu erro da melhor maneira possível. Ter contato com pessoas de outros países é muito incrível. Fazer amizades, estudar novas coisas, conhecer novos lugares, comer alimentos d…