terça-feira, 30 de julho de 2013

Isenção de impostos na compra de veículo adaptado

        

Para os portadores de deficiência que dirigem o próprio veículo, a isenção conta também, além do IPI, para IOF, ICMS e IPVA - o carro também pode circular em rodízio, se rodar em São Paulo. Apesar de ter direito a estas vantagens, é preciso enfrentar uma longa espera de, no mínimo, seis meses para a aquisição do veículo, já que a burocracia é grande. E, caso o comprador ainda não tenha carteira de habilitação, será preciso emitir uma CNH especial, que leva cerca de um mês e meio para ficar pronta. Antes de se matricular, verifique se a escola está credenciada ao Detran.
Todo o processo para conseguir o documento sai em torno de mais ou menos R$ 650, levando-se em conta que a pessoa já saiba dirigir e não tenha de freqüentar nenhuma aula. O passo inicial para obtê-la é pedir um relatório de um médico, com a explicação sobre a deficiência, além da sua descrição por meio do CID (código médico internacional). O apessoa passará por um curso de renovação e por uma prova, ao custo médio de R$ 460 – referentes à matrícula na escola e exames. Após sete dias, a carteira estará pronta e será preciso obter um laudo de um médico do Detran, que custa mais ou menos R$ 190. Com a carteira e laudo em mãos, é possível dar entrada no pedido de isenção dos impostos.
Segundo a concessionária especializada Grand Special, o processo leva cerca de 60 dias. Caso o modelo escolhido pelo comprador seja da Renault, são 100 dias de espera, já que o abatimento do ICMS tem de ser feito no Paraná, onde se localiza a fábrica da montadora. Após a resolução da parte burocrática, o comprador pode efetuar o seu pedido. A maior parte das montadoras trabalha com veículos adaptados para portadores de necessidades especiais. Normalmente, o prazo médio para receber o veículo é de dois meses. No fim da compra, é preciso esperar pelo menos seis meses para ter o modelo adaptado na garagem. Os veículos importados não possuem esta vantagem, ou seja, a isenção é destinada somente aos que são produzidos no Brasil.
Isenções Para condutores - Insenção de IPI, IOF, ICMS, IPVA, dispensa de rodízio em SP: deficiências físicas – paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia (exceto as deformidades estéticas e qas que não produzam dificuldades para o desempenho das funções), hemiparesia, amputação ou ausência de mebro, paralisia cerebral, membros com deformidade congênita ou adquirida, Artrite, Artose, AVC (Derrame) Esclerose Múltipla, quadrantectomia (parte da mama), nanismo, lesão por esforço repetitivo, Proteses internas externas, talidomida, paralisia/poliomelite, doenças degenerativas.
Para não condutores - Isenção de IPI, IOF e rodízio em SP – Pessoas com deficiência física, visual, metal severa, mental profunda e autistas.
Mastectomia – Há, frequentemente, mulheres que foram submetidas às cirurgia para retirada de câncer de mama (mastectomia) e, pela recomendação médica de não fazerem esforço com o membro superior deste lado solicitam veículo adaptado (câmbio automático) e pleiteiam isenções de impostos previstas para portadores de deficiência motora. Quando não há inchaço, os movimentos, força muscular e circulação estão preservados, fica difícil enquadrar tais candidatas como condutoras com mobilidade reduzida. Cada situação deve ser examinada e dependendo do grau de comprometimento poderá ser beneficiada pela Lei, assim como as pessoas que por algum problema tenham mobilidade reduziada.
Como obter a isenção
1) Tirar uma Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Federais na Delegacia da Receita Federal
2) Para isenção de IPI e de IOF é preciso apresentar os seguintes documentos na Delegacia Regional da Receita Federal: - Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Federais - Cópia autenticada do laudo médico fornecido pelo Detran - Cópia autenticada do CIC, RG, comprovante de residência e da carteira de motorista
3) Para isenção de ICMS os documentos que devem ser apresentados na Secretaria da Fazenda ou na Delegacia da Receita Federal são: - Requerimento de Isenção para ICMS - Laudo médico: original e cópia autenticada - Cópias autenticadas do CIC, RG, comprovante de residência e da carteira de motorista - Carta de Repasse de Tributos da montadora
4) A isenção do IPVA deverá ser pedida quando o deficiente já estiver com o carro. É necessário levar esta documentação na Secretaria da Fazenda Estadual ou na Delegacia da Fazenda: - Requerimento de isenção para o IPVA - Cópia do Laudo médico - Cópias autenticadas do CIC, RG, comprovante de residência, carteira de motorista e nota fiscal de compra do veículo. Se o carro tiver sofrido alguma adaptação, também será preciso entregar uma cópia autenticada da nota fiscal deste serviço.

Clinica de Biomedicina Estética



Surpresas maravilhosas estarão te esperando, basta você se permitir e começar a ler esse novo capitulo da sua vida!

As 4 Leis ensinadas na Índia


A primeira diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa“.
Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“.
Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo“.
Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma: “Quando algo termina, ele termina“.
Estamos nessa vida para viver inúmeras experiências, e se continuarmos sempre voltando as mesmas páginas deixaremos de ler outros livros maravilhosos que só estão aguardando por uma chance para entrar em nossas vidas. Por isso vire a última página sem dor no coração e pegue o próximo livro.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

"Brasil não está preparado para um presidente negro"

BOLSÕES DE INTOLERÂNCIA





"Brasil não está preparado para um presidente negro"
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, negou que seja candidato à presidência do Brasil em 2014 e afirmou que o país ainda não está preparado para um presidente negro. Em entrevista ao jornal O Globo, o ministro diz que foi alvo de racismo durante toda sua vida e que há bolsões de intolerância que se insurgirão de maneira violenta quando um negro se candidatar a presidente.


Barbosa criticou também a atuação dos jornais que, segundo ele, estão expondo sua vida privada. “Os jornais e jornalistas têm limites. São esses limites que vêm sendo ultrapassados por força desse temor de que eu eventualmente me torne candidato”, diz. O presidente do STF alega ainda que é alvo de ataques de blogs anônimos.

Na entrevista, Joaquim Barbosa fala ainda sobre a falta de representação política e afirma que o problema do Brasil está nos gastos feitas da maneira errada. “O Brasil gasta muito mal. Quem conhece a máquina pública brasileira, sabe que há inúmeros setores que podem ser racionalizados, podem ser diminuídos”.

Leia a entrevista concedida à reporter Míriam Leitão:

O senhor é candidato à presidente da República?
Não. Sou muito realista. Nunca pensei em me envolver em política. Não tenho laços com qualquer partido político. São manifestações espontâneas da população onde quer que eu vá. Pessoas que pedem para que eu me candidate e isso tem se traduzido em percentual de alguma relevância em pesquisas.

As pessoas ficaram com a impressão de que o senhor não cumprimentou a presidente.
Eu não só cumprimentei como conversei longamente com a presidente. Eu estava o tempo todo com ela.

O Brasil está preparado para um presidente da República negro?
Não. Porque acho que ainda há bolsões de intolerância muito fortes e não declarados no Brasil. No momento em que um candidato negro se apresente, esses bolsões se insurgirão de maneira violenta contra esse candidato. Já há sinais disso na mídia. As investidas da “Folha de S.Paulo” contra mim já são um sinal. A “Folha de S.Paulo” expôs meu filho, numa entrevista de emprego. No domingo passado, houve uma violação brutal da minha privacidade. O jornal se achou no direito de expor a compra de um imóvel modesto nos Estados Unidos. Tirei dinheiro da minha conta bancária, enviei o dinheiro por meios legais, previstos na legislação, declarei a compra no Imposto de Renda. Não vejo a mesma exposição da vida privada de pessoas altamente suspeitas da prática de crime.


Como pessoa pública, o senhor não está exposto a todo tipo de pergunta e dúvida dos jornalistas?
Há milhares de pessoas públicas no Brasil. No entanto os jornais não saem por aí expondo a vida privada dessas pessoas públicas. Pegue os últimos dez presidentes do Supremo Tribunal Federal e compare. É um erro achar que um jornal pode tudo. Os jornais e jornalistas têm limites. São esses limites que vêm sendo ultrapassados por força desse temor de que eu eventualmente me torne candidato.

Que partido representa mais o seu pensamento?
Eu sou um homem seguramente de inclinação social democrata à europeia.

Como ampliar o Estado para garantir direitos de quem esteve marginalizado, mas, ao mesmo tempo, controlar o controle do gasto público para manter a inflação baixa?
O primeiro passo é gastar bem. Saber gastar bem. O Brasil gasta muito mal. Quem conhece a máquina pública brasileira, sabe que há inúmeros setores que podem ser racionalizados, podem ser diminuídos.

O senhor disse que o Brasil está numa crise de representação política. O que quis dizer com isso?
Ela se traduz nessa insatisfação generalizada que nós assistimos nesses dois meses. Falta honestidade em pessoas com responsabilidade de vir a público e dizer que as coisas não estão funcionando.

Quando serão analisados os recursos dos réus do mensalão?
Dia 1º de agosto eu vou anunciar a data precisa.

Eles serão presos?
Estou impedido de falar. Nos últimos meses, venho sendo objeto de ataques também por parte de uma mídia subterrânea, inclusive blogs anônimos. Só faço um alerta: a Constituição brasileira proíbe o anonimato, eu teria meios de, no momento devido, através do Judiciário, identificar quem são essas pessoas e quem as financia. Eu me permito o direito de aguardar o momento oportuno para desmascarar esses bandidos.

Por que o senhor tem uma relação tensa com a imprensa? O senhor chegou a falar para um jornalista que ele estava chafurdando no lixo.
É um personagem menor, não vale a pena, mas quando disse isso eu tinha em mente várias coisas que acho inaceitáveis. Por que eu vou levar a sério o trabalho de um jornalista que se encontra num conflito de interesses lá no Tribunal? Todos nós somos titulares de direitos, nenhum é de direitos absolutos, inclusive os jornalistas. Afora isso tenho relações fraternas, inúmeras, com jornalistas.

A primeira vez que conversamos foi sobre ações afirmativas. Nem havia ainda as cotas. Hoje, o que se tem é que as cotas foram aprovadas por unanimidade pelo Supremo. O Brasil avançou?
Avançou. Inclusive, entre as inúmeras decisões progressistas que o Supremo tomou essa foi a que mais me surpreendeu. Eu jamais imaginei que tivéssemos uma decisão unânime.

Nos votos, vários ministros reconheceram a existência do racismo.
O que foi dito naquela sessão foi um momento único na história do Brasil. Ali estava o Estado reconhecendo aquilo que muita gente no Brasil ainda se recusa a reconhecer e a ver o racismo nos diversos aspectos da vida brasileira.

Os negros são uma força emergente. Antes, faziam sucesso só nas artes e no futebol, mas, agora, eles estão se preparando para chegar nos postos de comando e sucesso em todas as áreas. Como a sociedade brasileira vai reagir?
Ainda não vejo essa ascensão dos negros como algo muito significativo. Há muito caminho pela frente. Ainda há setores em que os negros são completamente excluídos.

Como o Brasil supera isso?
Discutindo abertamente o problema. Não vejo nos meios de comunicação brasileiros uma discussão consistente e regular sobre essas questões.

Como superar a desigualdade racial, mantendo o que de melhor temos?
O que de melhor nós temos é a convivência amistosa superficial, mas, no momento em que o negro aspira a uma posição de comando, a intolerância aparece.

Como o senhor sentiu no carnaval tantas pessoas com a máscara do seu rosto?
Foi simpático, mas, nas estruturas sociais brasileiras, isso não traz mudanças. Reforça certos clichês.

Reforça? Por quê?
Carnaval, samba, futebol. Os brasileiros se sentem confortáveis em associar os negros a essas atividades, mas há uma parcela, espero que pequena da sociedade, que não se sente confortável com um negro em outras posições.

O senhor foi discriminado no Itamaraty?
Discriminado eu sempre fui em todos os trabalhos, do momento em que comecei a galgar escalões. Nunca dei bola. Aprendi a conviver com isso e superar. O Itamaraty é uma das instituições mais discriminatórias do Brasil.

O senhor não passou no concurso?
Passei nas provas escritas, fui eliminado numa entrevista, algo que existia para eliminar indesejados. Sim, fui discriminado, mas me prestaram um favor. Todos os diplomatas gostariam de estar na posição que eu estou. Todos.

Revista Consultor Jurídico, 29 de julho de 2013

Niver do filho de Marcelo Neves


Aconteceu nesse Domingo dia 28 de Julho o aniversario do filho do Ex-candidato a Prefeito de Palmeirina Marcelo Neves.



Marcelo Neves e sua esposa Socorro e filhos!!!


Eu e minha comadre e amiga Andreia 
                                                                          O bolo

                                                 Minha irmã e amiga Vera
                                                     Eu é a Marciele Neves
O gestor da Escola Regina Pacis Nilton Nunes e filho e esposa  Maritania Barbosa e amigo Edson Monteiro
                                               
                                         Amiga Vera e minha filha Emilly  Lopes
                                                  Eu é minha amiga Maristela Viana
                                        Eu é o Ex-Prefeito de Palmeirina Eudson Catão

                                                        Meu filho,sobrinho é amigo.
Por:Valdelice Lopes

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Crise dos Fundos de Previdência faz CODEAM assessorar municípios na busca por Compensação Previdenciária




O Tribunal de Contas e a Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE) vão constituir um grupo de trabalho para estudar o problema dos fundos próprios de previdência dos Municípios Pernambucanos e propor soluções.

O acerto foi feito pelos presidentes dos dois órgãos, a conselheira Teresa Duere e o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, respectivamente. Duere explicou ao presidente da AMUPE que os fundos próprios de previdência constituem uma "bomba relógio" em poder das prefeituras porque dos 143 municípios que aderiram a essa sistemática, apenas 3% se encontram superavitários.

Para auxiliar os municípios do Agreste Meridional, que em ampla maioria, atravessam problemas com os seus Institutos próprios de Previdência, a Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional (CODEAM) vem trabalhando junto aos Prefeitos na busca de sensibiliza-los quanto à busca pela Compensação Previdenciária.

Trata-se de um acerto de contas entre o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). Ao instituírem o RPPS, os municípios geram o direito de se compensar financeiramente com o RGPS, uma vez que servidores eram segurados do RGPS e, portanto, contribuíram por algum tempo com aquele regime. Por essa razão, os RPPS, ficam responsáveis pelo pagamento integral dos benefícios de aposentadoria e, posteriormente, das pensões por morte dela decorrentes e também se tornam titulares do direito de se compensar com o RGPS relativamente aos períodos de contribuição a ele vertidos.

De acordo com o secretário executivo da CODEAM, Eudson Catão, que trabalha diretamente nesse processo, o trâmite para acontecer a Compensação Previdenciária está baseado em três eixos. “Fluxo Atrasado é aquele pagamento efetuado à vista, sendo a prescrição realizada em cinco anos. O Fluxo Mensal é o pagamento feito pelo INSS ao ente federativo. E o Estoque, que são valores retidos no INSS para posterior encontro de contas entre o órgão e o Regime Próprio de Previdência”, esclarece Catão. 

Ainda de acordo com colocações efetuadas por Eudson durante reunião de Prefeitos, realizada nesta quinta-feira, dia 25, em Lajedo, o município de Garanhuns já vem tratando dessa questão através de uma empresa indicada pela CODEAM e, inclusive, jávem recebendo recursos oriundos da compensação previdenciária.



Quem tem direito à Compensação Previdenciária?. Saiba mais...



Têm direito de receber a compensação previdenciária aqueles Regimes Próprios de Previdência Social e Municípios que custeiam o pagamento de benefícios de aposentadoria ou pensão dela decorrente, relativamente a servidores que utilizaram, para sua aposentadoria, tempo de contribuição vertido ao RGPS, não importando que se refiram a tempo exercido na administração pública municipal ou na iniciativa privada. Ressalta-se que também tem direito o Município atualmente vinculado ao RGPS que se enquadre na situação anterior.

A compensação previdenciária é aplicada tanto aos benefícios de aposentadoria e pensões dela decorrentes, concedidos aos servidores titulares de cargos efetivos (art. 40 da Constituição Federal/1988), quanto aos estáveis (art. 19 Atos das Disposições Constitucionais Transitórias – ADCT). Contudo, somente se concedidos a partir de 5 de outubro de 1988 e desde que em manutenção em 6 de maio de 1999. Vale lembrar, mais uma vez, que esse direito é válido somente para aqueles Municípios, cujos aposentados, quando servidores ativos ou trabalhadores da iniciativa privada, tenham contribuído para o RGPS.

O Município que não buscar o recurso da compensação previdenciária incorrerá na perda do prazo que prescreve em 5 anos, conforme fixado no art. 1o do Decreto no 20.910/1932, regulamentado pela Portaria MPS no 98, de 6 de março de 2007. Isso significa que, quanto maior a demora para solicitar a compensação das aposentadorias e das pensões por morte concedida mais antigas, menor será o valor recebido. O requerimento de compensação previdenciária deve ser processado no Sistema Comprev, para que seja interrompida esta contagem do prazo prescricional. Após esse procedimento, ficará no aguardo apenas deste registro para que possa vincular ao processo a ser analisado, aprovado e liberado o recurso sem qualquer prejuízo ao Município.

FONTE:

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Pernambuco, Garanhuns, O Brasil chorra a morte de Dominguinhos!





O cantor, sanfoneiro e compositor Dominguinhos, um dos maiores representantes do legado deixado pelo Rei do Baião, Luiz Gonzaga, morreu aos 72 anos, nesta terça-feira (23), no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. As informações são do Estadão.

Nascido em Garanhuns, no dia 12 de fevereiro de 1941, José Domingos de Morais, famoso como Dominguinhos, alcançou grande reconhecido em todo mundo, como grande instrumentista, cantor e compositor.

Em 1950, aos nove anos de idade, conheceu Luiz Gonzaga quando tocava na porta do hotel em que este estava hospedado. Luiz Gonzaga se impressionou com a desenvoltura do menino e o convidou a ir ao Rio de Janeiro. O que o menino fez com toda família. Ao encontrar-se com o rei do baião no Rio, Gonzagão lhe deu de presente uma sanfona e o integrou à sua equipe de músicos. Dominguinhos passou a fazer shows pelo Brasil e participar de gravações.

Exímio sanfoneiro, o autor de grandes sucessos como a linda canção “Lamento Sertanejo” (Dominguinhos/Gilberto Gil), teve como mestres nomes como Luiz Gonzaga e Orlando Silveira. Em sua formação musical Dominguinhos teve influências de baião, bossa nova, choro, forró, xote e jazz.

Em sua discografia, que contou com diversas participações da sua ex-mulher, a cantora Anastácia, com mais de 40 títulos lançados, estão discos gravados desde a década de 60 (o primeiro foi Fim de Festa - 1964) até os anos 2000 (o último foi o belíssimo Yamandu + Dominguinhos de 2008).

Com uma carreira de 50 anos, o sanfoneiro coleciona prêmios, entre eles o Prêmio da Música Brasileira, conquistado em 2008, e o Prêmio Shell de Música, em 2010, com as composições “De Volta pro Aconchego”, “Gostoso Demais” e “Tenho Sede”, sendo que as duas primeiras são resultado de parceria com o também pernambucano Nando Cordel.

Ele foi vencedor também do Grammy Latino com o CD “Chegando de Mansinho”. Um de seus grandes sucessos, “Eu Só Quero um Xodó”, de 1973, teve 250 regravações em vários idiomas entre eles o inglês, holandês e italiano.

domingo, 21 de julho de 2013

Quantas vezes, em nossa vida, nós é que estamos comendo a “bolacha” dos outros, e não temos consciência disso!


Uma moça estava à espera de seu vôo, na sala de embarque de um grande aeroporto. Como ela deveria esperar por muitas horas, resolveu comprar um livro e um pacote de bolachas.

Sentou-se numa poltrona, na sala Vip do aeroporto, para que pude
sse descansar e ler em paz. Ao lado da poltrona onde estava o saco de bolachas sentou-se um homem, que abriu uma revista e começou a ler.

Quando ela pegou a primeira bolacha, o homem também pegou uma. Sentiu-se indignada, mas não disse nada. Apenas pensou: “Mas que cara de pau! Se eu estivesse mais disposta, lhe daria um soco no olho, para que ele nunca mais se esquecesse desse atrevimento! “
A cada bolacha que ela pegava o homem também pegava uma. Aquilo a foi deixando indignada, mas não conseguia reagir.

Quando restava apenas uma bolacha, ela pensou:
“ah... o que esse abusado vai fazer agora ? ”
Então, o homem dividiu a última bolacha ao meio, deixando a outra metade para ela.
Ah!! Aquilo era demais! Ela estava bufando de raiva!
Então, ela pegou seu livro e suas coisas e se dirigiu ao local de embarque.

Quando ela se sentou, confortavelmente, numa poltrona, já no interior do avião, olhou dentro da bolsa para pegar alguma coisa; e, para sua surpresa, o seu pacote de bolachas estava lá, ainda intacto, fechadinho!
Ela sentiu tanta vergonha! Ela percebeu que a errada era ela...
Ela havia se esquecido que suas bolachas estavam guardadas em sua bolsa
O homem havia dividido as bolachas dele sem se sentir indignado, nervoso ou revoltado.
Enquanto ela tinha ficado muito transtornada, pensando estar dividindo a dela com ele. E já não havia mais tempo para se explicar. Nem pedir desculpas!

Quantas vezes, em nossa vida, nós é que estamos comendo a “bolacha” dos outros, e não temos consciência disso!
Antes de concluir, observe melhor!
Talvez as coisas não sejam exatamente como pensa!
Não pense o que não sabe sobre as pessoas.

Um presidente que doa 90% do salário, anda de fusca e não vive em um palácio...

Alberto Mujica Cordano, conhecido como Pepe Mujica é Presidente do Uruguai, recebe 12.500 dólares mensais por seu trabalho à frente do país, mas doa 90% de seu salário, ou seja, vive com 1.250 dólares .
O restante do dinheiro é distribuído
 entre pequenas empresas e ONGs que trabalham com habitação.
-“Este dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros
uruguaios que vivem com menos”, diz o presidente.

Aos 77 anos, Mujica vive de forma simples, usando as mesmas roupas e desfrutando a companhia dos mesmos amigos de antes de chegar ao poder.
Além de sua casa, seu único patrimônio é um velho Volkswagen cor celeste avaliado em pouco mais de mil dólares.
Como transporte oficial, usa apenas um Chevrolet Corsa. Sua esposa, a senadora Lucía Topolansky também doa a maior parte de seus rendimentos.
Poucos quilômetros fora da capital Montevidéu, já saindo do asfalto. Na curva, se avista um campo de acelga. Mais à frente, um carro da polícia e dois guardinhas: o único sinal de que alguém importante vive na região.

Perguntado sobre quem é esse Pepe Mujica, ele responde: “Um velho lutador social, da década de 50, pelo menos, com muitas derrotas nas costas, que queria consertar o mundo e que, com o passar dos anos, ficou mais humilde, e agora tenta consertar um pouquinho alguma coisa”.

Ainda jovem, Mujica se envolveu no MLN - Movimento de Libertação Nacional - e ajudou a organizar os tupamaros, grupo guerrilheiro que lutou contra a ditadura.
Foi preso pela ditadura militar e torturado.
“Primeiro, eu ficava feliz se me davam um colchão. Depois, vivi muito tempo em uma salinha estreita, e aprendi a caminhar por ela de ponta a ponta”, lembra o presidente uruguaio.
Dos 13 anos de cadeia, Mujica passou algum tempo em um prédio no qual o antigo cárcere virou shopping. A área também abriga um hotel cinco estrelas. Ironia para um homem avesso ao consumo e ao luxo.
No bairro Prado, a paisagem é de casarões antigos, da velha aristocracia uruguaia. É onde está a residência Suarez y Reyes, destinada aos presidentes da República. Esse deveria ser o endereço de Pepe Mujica, mas ele nunca passou sequer uma noite no local. O palácio de arquitetura francesa, de 1908, só é usado em reuniões de trabalho.
Mujica tem horror ao cerimonial e aos privilégios do cargo. Acha que presidente não tem que ter mais que os outros.
“A casinha de teto de zinco é suficiente”, diz ele. -“Que tipo de intimidade eu teria em casa, com três ou quatro empregadas que andam por aí o tempo todo? Você acha que isso é vida?”, questiona Mujica.

No dia 24 de maio de 2012, por ordem de Mujica, uma moradora de rua e seu filho foram instalados na residência presidencial, que ele não ocupa por seguir morando no sítio. Ela só saiu de lá quando surgiu vaga em uma instituição.
Neste início de inverno, a casa e o Palácio Suarez y Reyes, onde só acontecem reuniões de governo, foram disponibilizadas por Mujica para servir de abrigo a quem não tem um teto. Em julho de 2011, decidiu vender a residência de veraneio do governo, em Punta del Este, por 2,7 milhões de dólares. O banco estatal República comprou e transformará a casa em local de escritórios e espaço cultural. Quando ao dinheiro, será inteiramente investido – por ordem de Mujica, claro – na construção de moradias populares, além de financiar uma escola agrária na própria região do balneário.

O Uruguai ocupa o 36ª posição do ranking
de EDUCAÇÃO da Unesco. Enquanto o Brasil ocupa a 88ª posição.
Já no ranking de DESENVOLVIMENTO HUMANO, o Uruguai ocupa
o 48º lugar, em quanto o Brasil ocupa o 84º lugar.

Eu Não Pedi Para Nascer



Certa vez fui tentar aconselhar um adolescente que estava usando drogas. Ele já havia abandonado a escola, raramente tomava banho, estava roubando coisas de sua própria casa e havia se envolvido com uma gangue do bairro.

Tentei fazê-lo ver como seus pais sofriam com este seu mau comportamento, mas ele me disse: “Eu não pedi pra nascer!”.
Lembrei-me, então, que na minha adolescência eu também falava isso para a minha mãe, e fui embora pensando no que os adolescentes querem dizer com estas palavras. Talvez estejam dizendo algo mais ou menos assim: “Vocês me trouxeram a este mundo horrível sem me perguntar se eu queria vir ou não; agora vocês vão ter que me aguentar!”.

Ao chegar em casa, entrei em oração, pedindo sabedoria a Deus. De repente, não sei como, uma imagem maravilhosa formou-se diante dos meus olhos. Vi um óvulo humano cercado de espermatozoides que tentavam fecundá-lo, e vi o momento exato em que um deles conseguiu entrar, deixando todos os demais do lado de fora.

Tudo isso bem à minha frente, em tamanho gigante – a imagem formada tinha cerca de um metro quadrado.
No dia seguinte voltei à casa do rapazinho, e disse-lhe:
- Ontem você mentiu para mim!

Ele ficou me olhando espantado, tentado adivinhar do que eu estava falando:
- Ontem você me disse que não pediu pra nascer, mas é mentira. Quando sua mãe engravidou, você lutou desesperadamente contra mais de trezentos milhões de outros espermatozoides para poder fecundar o óvulo. Correu, lutou, venceu, fecundou, se desenvolveu e nasceu. Ao invés de ser você, poderia ter sido qualquer outro. Seus pais tiveram mais de trezentos milhões de chances de ter um outro filho ou filha. Alguém melhor ou pior que você, eu não sei, mas isso agora não importa mais. Você lutou para estar aqui agora e venceu, Valorize a sua vida e deixe de arranjar desculpas. Dê alguma alegria aos seus pais.

(Testemunho anônimo)

Quando não defendemos nossos direitos, perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia.


Primeiro dia de aula, o professor de 'Introdução ao Direito' entrou na sala e a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:
- Qual é o seu nome?
- Chamo-me Nelson, Senhor.
- Saia de minha aula e não volte nunca mais! - gritou o desagradável professor.
Nelson estava desconcertado. Quando voltou a si, levantou-se rapidamente, recolheu suas coisas e sai
u da sala.
Todos estavam assustados e indignados, porém ninguém falou nada.
- Agora sim! - vamos começar .
- Para que servem as leis? Perguntou o professor - Seguiam assustados ainda os alunos, porém pouco a pouco começaram a responder à sua pergunta:
- Para que haja uma ordem em nossa sociedade.
- Não! - respondia o professor.
- Para cumpri-las.
- Não!
- Para que as pessoas erradas paguem por seus atos.
- Não!
- Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?!
- Para que haja justiça - falou timidamente uma garota.
- Até que enfim! É isso, para que haja justiça.
E agora, para que serve a justiça?
Todos começaram a ficar incomodados pela atitude tão grosseira.
Porém, seguíamos respondendo:
- Para salvaguardar os direitos humanos...
- Bem, que mais? - perguntava o professor .
- Para diferençar o certo do errado, para premiar a quem faz o bem...
- Ok, não está mal porém respondam a esta pergunta:
"Agi corretamente ao expulsar Nelson da sala de aula?"
Todos ficaram calados, ninguém respondia.
- Quero uma resposta decidida e unânime!
- Não! - responderam todos a uma só voz.
- Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?
- Sim!
- E por que ninguém fez nada a respeito? Para que queremos leis e regras se não dispomos da vontade necessária para praticá-las? Cada um de vocês tem a obrigação de reclamar quando presenciar uma injustiça. Todos. Não voltem a ficar calados, nunca mais!

Vá buscar o Nelson - Disse. Afinal, ele é o professor, eu sou aluno de outro período.
Aprenda: Quando não defendemos nossos direitos, perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia.

sábado, 20 de julho de 2013

Polo gospel FIG 2013

Feliz dia do amigo!!!

Fiquei muito tempo aqui sentadinha em frente ao PC pensando em algo bem lindo pra dizer no Dia do Amigo!!! 
Não encontrando palavras,fui procurar na Internet textos que pudessem dizer o que sinto!! Encontrei coisas maravilhosas....ô gente inspirada...cada coisa
linda!! Queria poder colocar numa mensagem só tudo que li era Impossível
claro!......mas....o que dizer?
Eu queria tanto que soubessem o quanto são importantes....Os Amigos...cada um com sua maneira de ser!!!
Mas não queria só me referir a eles...queria poder descrever esse sentimento....esse sentimento...que sentimento é esse???
Fico aqui pensando...de repente me pego sorrindo relembrando de uma passagem ...
meu pensamento continua viajando..meus olhos ficam marejados...outra
lembrança, outra emoção!
Sorrir ou chorar...não significa que tenha sido engraçado ou triste,você sabe meu
AMIGO o que quero dizer!
Sabe de uma coisa??? Caso você tenha um amigo,não preciso lhe dizer é
nada!
Bom, só uma coisinha:
Muito obrigada e Feliz Dia do Amigo!!!!Que Deus o tenha na palma de Suas Mãos.
                               


sexta-feira, 19 de julho de 2013

Mais um chegando na família Lopes!!!

Seja bem vindo Guilherme!!!
Parabéns nova mamãe Rayane Lopes e graças a Deus, que deu tudo certo. Que ele traga muita felicidade,paz e seja iluminado pelo o pode do TODO PODEROSO!!!!
Acaba de nascer uma luz; Uma luz de novos planos e de novos momentos. Essa luz está cheia de encantos, cheio de magias, cheio de vida. Esta luz é o fruto de dois corações, é o mais novo ser do mundo. Um ser lindo, tão pequeno... Anjinho... Que veio para ensinar o que é amor. Anjinho, que veio para amar e ser amado. Anjinho cheio de glória, cheio de benção. A partir de agora esse anjinho vai aprender como saber viver no amor, aprender os passos para chegar até a felicidade.
Seja bem vinda essa luz que acaba de nascer.
E aos guardiões dessa luz eu desejo: Parabéns pelo Bebê!!!
Por:Valdelice Lopes.

terça-feira, 16 de julho de 2013

A cantora Cassiane esteve na noite desta última segunda-feira (15) participando pela primeira vez do Programa do Ratinho no SBT

A cantora Cassiane esteve na noite desta última segunda-feira (15) participando pela primeira vez do Programa do Ratinho no SBT. A cantora participou do quadro Game e ainda relembrou um antigo sucesso, a música "Com Muito Louvor". Cassiane presenteou o apresentador Ratinho com os seus mais recentes trabalhos, o CD e DVD Um Espetáculo de Adoração lançado no início de 2013 pela Sony Music.
Inicialmente estava programada a entrega do Disco de Platina pelas vendagens superiores a 80 mil cópias do projeto Ao Som dos Louvores, em função do tempo escasso no programa, a cantora não conseguiu cantar mais uma música do novo trabalho e acabou também deixando de receber a premiação surpresa. O próprio apresentador do programa fez questão de convidar a cantora para uma nova oportunidade e presenteou-a com o prêmio de Disco de Platina no camarim do programa.

Foto: A cantora Cassiane esteve na noite desta última segunda-feira (15) participando pela primeira vez do Programa do Ratinho no SBT. A cantora participou do quadro Game e ainda relembrou um antigo sucesso, a música "Com Muito Louvor". Cassiane presenteou o apresentador Ratinho com os seus mais recentes trabalhos, o CD e DVD Um Espetáculo de Adoração lançado no início de 2013 pela Sony Music.

Inicialmente estava programada a entrega do Disco de Platina pelas vendagens superiores a 80 mil cópias do projeto Ao Som dos Louvores, em função do tempo escasso no programa, a cantora não conseguiu cantar mais uma música do novo trabalho e acabou também deixando de receber a premiação surpresa. O próprio apresentador do programa fez questão de convidar a cantora para uma nova oportunidade e presenteou-a com o prêmio de Disco de Platina no camarim do programa.

Fonte:www.facebook.com/SonyMusicGospel?hc_location=stream

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Chegou o dia Deles!!!!


PE-187 Que liga a cidade de Palmeirina a Angelim vai receber operação Tapa-Buracos


O vereador de Palmeirina, Bruno Monteiro, enviou um requerimento aprovado pela Câmara, solicitando uma operação tapa-buracos e a melhoria da sinalização da PE 187 no trecho entre Angelim e Palmeirina. O documento foi enviado para o Secretário de Transporte do estado, Isaltino Nascimento, e a Carlos Júnior, presidente do DER/PE.
O vereador aproveita para informar que esteve em Belo Jardim acompanhando o governador Eduardo Campos e o ex-prefeito de Palmeirina, Eudson Catão, que ratificou o pedido de Bruno Monteiro juntos às autoridades estaduais.
Carlos Júnior confirmou que a entidade vai realizar esta operação na PE 187 o mas rápido possível.